Carnaval de Salvador

A primeira crítica do Blog vai para o carnaval da minha cidade, o Carnaval de Salvador.

O Carnaval de Salvador é a maior festa popular do mundo. Mas isso não significa que ela seja um completo mar de rosas. O Carnaval na cidade de Salvador ocorre em vários lugares: No Circuito Dodô (Barra), Circuito Osmar (Avenida), Circuito Batatinha (Pelourinho), Praça da Sé e em vários outros bairros da cidade, como a Liberdade. Sendo que nos Circuitos é o Carnaval como vocês ouvem falar, e nos outros lugares são Festejos Carnavalescos Alternativos.

Anualmente, durante uma semana (3 a 8 de Março esse ano), ocorre a maior festa popular do mundo, o carnaval de Salvador. Uma festa que mistura praticamente todos os ritmos musicais, assim como, todas as raças e etnias possíveis.

É uma belíssima festa que impulsiona ainda mais o turismo da cidade onde ocorre e ainda promove o reconhecimento de algumas novas bandas que ainda não são muito conhecidas. É também ponto de encontro e de paixão entre vários casais, já que um “amor de fevereiro” pode durar vários anos.

Contudo, nem só de flores vive essa festa. De uns anos para cá, o carnaval da cidade vem adquirindo a cada dia mais um caráter violento. Sim, pessoas se organizam para “tocar o terror” enquanto ocorrer a folia. Afora as várias brigas que ocorrem durante a festa. Também ocorre muito sexo sem camisinha, o que pode gerar várias DST’s (Doenças Sexualmente Transmissíveis). Sem falar das mortes que ocorrem na volta para casa de muitas pessoas.

E eu me pergunto, aonde está o prefeito que não toma uma providência?! Mas se o prefeito  João Henrique não toma, nós temos que tomar. Temos que ser cuidadosos e evitar esse tipo de coisa. Portanto, para quem for curtir a festa: OLHO VIVO!

  1. lembrou – me um comentario semelhante a respeito do assunto em outro forum que dizia o seguinte:
    “existem varias maneiras de voce dominar um determinado grupo ou domar uma massa de manobra. enquanto os europeus dominavam com guerras, trafico, escravidao e os americanos, com midias propagandisticas fonograficas, os “baianos” nao! eles botam um som pra tocar, e pronto. de resto, arrendar o calcamento publico com palanques de madeira a precos exorbitantes, cordear parte da pista na intencao de vender camisas de baixa qualidade a preco superestimado é a maior fichinha na qual os empresarios do sul e estrangeiros vem para lucrar bonito nos poucos dias de festa”. prefeitura, orgaos publicos em geral, viram meninos diante dos organizadores da maior festa popular do planeta. obvio, todo mundo ganha! menos o povo que, para vir a folia, pega engarrafamento dentro de latinhas moveis socadas (vulgo onibus) e com risco de que, ao chegar na folia, ser alvo facil de policiais despreparados, no caso de haver uma eventual briga. Ah! as brigas! brigas estas que sao iventadas durante a folia seja por motivos mais futeis possiveis, seja por motivo nenhum. este ultimo, a desculpa advem da cocaina da maconha, etc. desculpa esta que pode custear a integridade moral/fisica de um “foliao” e inclusive ate a vida do mesmo!! enfim!! se todos escolheram isto, eu sozinho nada posso fazer. o que ja tive de curtir esse carna daki ja curti, agora nao da mais nestas condicoes obvias q nos presenciamos por longos e longos anos seguidos. se ha uma solucao para isto? sim. no dia em que o povo entender que a festa e para muitos e nao, para poucos, vao parar de comprar camisa de chita, se divertir em palanque de madeira, que ai quebraria muitos aqueles que vem com interesses $$$$!!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: