Triângulo Amoroso em Hogwarts – X

Capítulo X – A Morte

… Mas nessa mesma hora, Draco Malfoy surgiu na Torre de Astronomia, apontou a varinha para o diretor e ordenou: Avada…!
Porém, Severo Snape chegou por trás do garoto e ordenou na direção de sua varinha: Expelliarmus! – A varinha do garoto loiro projetou-se a uma longa distância de sua mão.

– Professor?! O que o senhor fez? – Perguntou o garoto assustado.

– Estou salvando a sua vida, Malfoy. – Responder o ríspido Snape.

Alvo encarou Severo e deu-lhe uma piscadela ao mesmo tempo em que murmurava: “Mate-me, agora”.

O Professor Snape encarou o diretor de braços estendidos e bradou em alto e bom som: Avada Kedavra! – Um grande lampejo de luz verde irrompeu da varinha do professor e encontrou refúgio no meio do peito do Professor Dumbledore. No mesmo momento, Minerva McGonagall chegou à Torre e observou estupefata a cena; enquanto a professora observava, Alvo Dumbledore caia lentamente e atingia o solo. Ouviu-se um agudo berro da parte de Minerva:

– NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃO! SEVERO, O QUE VOCÊ FEZ?! SEU MESTIÇO NOJENTO! COMO ATREVEU-SE A MATAR O MEU AMOR?

Severo encarou a mulher e várias coisas passaram-lhe pela cabeça: Como ele havia sido enganado e seduzido por aquela rígida e velha professora, como ele tinha se deixado levar, como ele foi ludibriado… Sem pensar duas vezes, Snape ergueu a varinha e apontou-a na direção de Minerva, porém a professora foi mais rápida e desarmou o seu ex-amante.

– Minerva, sua velha caquética,  me arrependo profundamente do dia em que lhe comi! Sua PUTA VELHA!!! – Gritou um enfurecido Snape.

– Foda-se, seu morcego miserável. Você matou o meu amado, saia daqui, agora! – Gritou em contra-partida Minerva.

Um brilho escuro e maníaco perpassou a fronte de Snape, que com um sorriso maníaco recuperou a varinha, apontou-a ao céu e ordenou: Morsmodre! – A Marca Negra começou a pairar sobre os céus de Hogwarts. Severo mandou um cínico beijo para Minerva e em seguida saltou da janela, desaparecendo na escuridão.

Uma chorosa McGonagall aparatou para “o pé” da Torre de Astronomia (sendo a nova diretora, a professora possuia esse poder). Minerva derramou, literalmente, lágrimas de sangue pelo amado. No mesmo instante, os alunos e professores saíram do castelo e depararam-se com a triste cena do diretor morto. Todos começaram um lamento profundo.

Em seguida, Minerva recuperou a compostura; levantou-se, pegou a varinha e a apontou na direção da Marca Negra; a varinha da professora começou a emitir um brilho branco perolado e a Marca Negra começou a se dissolver. Os outros alunos e professores imitaram o gesto da professora e a Marca Negra dissipou-se por completo do céu da escola.
Os comensais que ainda estavam na escola, fugiram através do Armário Sumidouro.

O funeral do diretor, seria na semana seguinte.

  1. Meu deus Richard, está fenomenal! Ri tanto! Chorei tanto! Muitos parabéns! O diálogo Minerva/Severo e a morte de Alvo foram fantásticos!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: