Sexta-Feira da Paixão, viva-a verdadeiramente.

Em muitas religiões, ou melhor dizendo, crenças, no dia de hoje é vivida a Sexta-Feira da Paixão. Ou seja, o dia em que Jesus foi crucificado e morto. Mas… Até que ponto nós levamos a sério o verdadeiro significado da data? Até que ponto nós não deixamos que a influência do capitalismo e das tradições nos cerquem e façam com que nós simplesmente vivamos essa data como se fosse mais um dia em nossas vidas?

Hoje em dia, já virou hábito várias datas religiosas serem esquecidas em seu real sentido e virarem-se a um completo caráter comercial. Mas não é assim que as coisas deveriam ser, não é assim que devem ser. É curioso como as crianças, quando falamos em “Páscoa” recordam-se apenas de ovos de chocolate e de um Coelhinho.

Assistindo hoje a um programa local fiquei horrorizado ao ver as pessoas dizendo: “Feliz Páscoa!” “Feliz Páscoa!”. Mas… Hoje não é a Páscoa! Hoje é o dia em que nós devemos nos fechar e refletir sobre todas as coisas que temos feito de errado e repará-las, em todas as coisas que tem feito de certo e melhorá-las.


Não é correto que esqueçamos justo daquele que deu a vida para nos salvar. Afinal, “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para nos salvar”. Deus foi tão misericordioso para conosco que deu o seu único filho para fim de nossa salvação. Em contra-partida, Jesus foi tão misericordioso que deixou-se matar, deixou-se humilhar, tudo isto para que fôssemos salvos.

A Igreja Católica, pelo menos, diz que nós devemos jejuar no dia de hoje. Mas eu penso diferente. Eu penso que devemos fazer um jejum sim, mas um jejum de uma coisa que realmente nos faz falta. E isso está no coração de cada um, de cada ser humano. Você gosta muito de computador? Então fique o dia de hoje sem usá-lo. Todos os dias você vai à praia? Então não vá hoje à praia. 

Afinal, hoje representamos o dia em que Jesus foi cruelmente crucificado e assassinado, podemos dizer assim, e não nos custa nada abdicar e procurar conhecer um pouco mais desse dia. Mesmo que você não participe de alguma Igreja, mas tem a convicção de que Jesus é o seu único e verdadeiro Salvador, faça isso por Ele.

Não nos vale de nada dar tanto valor ao capitalismo, ensinar às crianças apenas o valor comercial da data se nós não as ensinarmos o real significado. Há ainda quem diga que o Ovo e o Coelho são símbolos do renascimento e da ressurreição, besteira! Temos que ensinar o sacrifício que o Cordeiro de Deus fez por nós e para nós.

Eu realmente espero que este texto tenha feito vocês refletirem um pouco sobre a data. E que no ano que vem, possamo fechar-nos em reflexão e em um jejum pessoal único e intransferível.

    • Keel Rd.
    • 22 abril, 2011

    Concordo plenamente. Deus nos deus seu unico filho para nos salvar e hj, no dia de sua morte mtos tratam como um dia qlqr. E no dia de sua ressurreição Ele é lembrando com Ovos e Coelhinhos… isso é injusto. Ficou mto bom o Texto Richard. Parabéns

  1. tem problema comer carne hoje ‘-‘?

    • Luciano S.A
    • 24 abril, 2011

    REalmente Richard!!!Concordo com vc…a sua opiniao me entender melhor…
    Não q eu confuda sexta feira santa,com páscoa…nada disso!Mas sobre essa parte q vc explicou sobre jejum…gostei disso!
    Outra coisa éa quantidade de pessoas q desrespeitam esse dia,sabendo q é um dia santo e ficam pensando asneiras,querendo encher a cara com cerveja e churrasco!
    Abençoados sejam aos que respeitam esse dia!!!

  2. Eu realmente respeito sempre estas datas, e Richard, você subiu muito na minha consideração, o seu texto está espectacular!
    Parabéns!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: